secretaria@cppc.org.br 21 99454.5961

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DOS NÚCLEOS LOCAIS DO CPPC

Artigos e Notícias

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DOS NÚCLEOS LOCAIS DO CPPC

O desenvolvimento dos trabalhos dos Núcleos Locais do CPPC deve acontecer de forma autônoma, porém integrada dentro da Região na qual está situado e também ao funcionamento geral do CPPC Nacional.

Para isto, alguns critérios norteadores são abaixo discriminados, servindo os mesmos de bússola condutora, dentro do mar de possibilidades de rumos que o CPPC Local tem a tomar.
O objetivo deste documento não é o de criar regras absolutas passíveis de sanções por seu descumprimento, mas sim oferecer um direcionamento aos coordenadores de Núcleo Local a fim de que os trabalhos a serem desenvolvidos possam ser balizados por certos critérios.

COMO SE CONSTITUI UM NÚCLEO?

Para a constituição de um Núcleo Local do CPPC, são necessários alguns elementos fundamentais, a saber:
1. Deve haver um grupo de pessoas, no mínimo 5 (cinco), interessadas em reunir-se para discutir a relação da psicologia com a fé cristã; Pelo menos três precisam ser Psicólogos.
1. Estas pessoas devem associar-se ao CPPC através de solicitação à Secretaria Executiva Nacional e quitação das taxas correspondentes;
2. Devem convidar o vice-presidente do CPPC regional ou pessoa por ele designada para conhecer o grupo, fazer a reunião inaugural oficial e avalizar o funcionamento do mesmo em nome do CPPC;
3. Constituir um Coordenador, que se responsabilize junto à diretoria local da região e nacional pelo andamento dos trabalhos, e uma equipe auxiliar ao mesmo;
Estabelecer um cronograma de trabalho, de metas e estratégias e enviar o mesmo à secretaria local.

DAS REUNIÕES

Cada Núcleo Local é autônomo para determinar o dia, hora e periodicidade das reuniões locais.

Todavia, um dos elementos que caracteriza o grupo como Núcleo do CPPC são as reuniões abertas, sendo que para tal orienta-se que:
• Todo Núcleo Local organize sua agenda de encontros de acordo com a demanda do grupo que o compõe e informe regularmente o quadro de atividades à secretária local.
• Cada reunião deverá ter sua ata registrando o que aconteceu em cada encontro, pois esta será a memória do Núcleo;
• Todo Núcleo Local participe e divulgue as reuniões abertas a toda a comunidade local – Simpósio tematizado (1º Semestre) e Jornada Anual (2º Semestre) que se realizam com o objetivo de congregar os vários Núcleos Locais da Região e para tornar o CPPC mais conhecido e integrado no meio sócio-cultural onde está inserido;
• Participar, na figura do Coordenador, da reunião mensal de Coordenação CPPC da Região, se houver;
• Todo Núcleo Local apoie e participe dos Congressos Nacionais, que são bianuais, enviando pelo menos um representante no mínimo o Coordenador para participar do mesmo.
• Deve haver um estímulo do Coordenador para que o grupo que compõe o Núcleo possa criar laços de fraternidade mais aprofundados entre si.

Para isso, pode propor alguns encontros fora do contexto das reuniões com um caráter mais lúdico (tipo café da manhã, churrasco, lanches, almoços, etc.).

Tem sido uma das marcas dessa pertença ao CPPC, ao longo dos anos, o aprofundamento dos vínculos entre os membros a ponto de se criarem amizades que só se fortaleceram ao longo dos anos.
DOS RITUAIS:
O CPPC não é e nem tem o intuito de transformar-se em uma igreja local. Nossas bases de fé estão amplamente divulgadas em nossos estatutos.
Todavia, o CPPC tem uma história e uma herança cristã de caráter evangélico, os quais queremos preservar.
Nascemos a partir do movimento cristão estudantil (ABU – Aliança Bíblica Universitária) e fazemos questão da manutenção de certos princípios e ritos herdados destas origens, a saber:

Que nossas reuniões, encontros, palestras ou qualquer outro evento, não sejam meras atividades de caráter científico, mas, pelo contrário, sejam encontros de fraternidade onde impere o respeito pelas diferenças e a aproximação pela fé comum – a unidade na diversidade;
O caráter cristão esteja claramente manifesto através de expressões litúrgicas, tais como: orações, leitura da Bíblia, compartilhar de experiências da vida cristã, etc.

DAS FINANÇAS

Os Núcleos Locais e Regionais têm uma relação de interdependência financeira com a Secretaria Executiva que se desenvolve da seguinte forma:
• Os Núcleos Regionais têm autonomia para cobrar ingressos para seus eventos abertos ao público, desde que os mesmos não sejam abusivos e estejam de acordo com a realidade local. Todavia, como o evento é realizado em nome do CPPC, todo o numerário levantado, descontadas as despesas, deve ser enviado à Secretaria Executiva logo após a realização do evento;
• Também os Núcleos Regionais e Locais podem solicitar à Secretaria Executiva uma quantidade de todos os títulos editados pelo CPPC para manter em estoque, fazendo acertos semestrais com a Secretaria Executiva, sendo que 10% da venda poderá ficar para o caixa do Núcleo Local e 90% deve ser enviado à Secretaria Executiva;
• Nos eventuais lucros obtidos a partir dos Encontros Regionais ou reuniões abertas ao público, deve-se enviar, descontadas as despesas, à Secretaria Executiva.
• Nos Congressos Nacionais, o eventual lucro obtido deve ser repartido da seguinte forma: 40% para a Secretaria Executiva e 60% para a Secretaria da Região onde ocorreu o encontro, que administrará os recursos a partir das necessidades locais.
• Para quaisquer outros recursos levantados em nome do CPPC (venda de camisetas com logotipo, decalques, chaveiros, canetas, etc.), deve-se enviar 10% do arrecadado para a Secretaria Executiva (pode ser enviado em espécie), a título de royalties da logomarca, podendo ser essa, outra das formas de gerar um caixa para o Núcleo Local.

DOS ASSOCIADOS

Os associados efetuam seu registro diretamente no site www.cppc.org.br
e quitando sua anuidade através do mesmo no ASSOCIAR-ME/ANUIDADE

DOS COORDENADORES

Cada Núcleo terá seu Coordenador, que deverá ser sempre referendado pelo Vice-Presidente de sua Região, devendo apresentar o seguinte perfil:
• Pertencer ao Corpo de Cristo – Igreja Local;
• Pertencer ao CPPC, na condição de membro associado, estando quite com sua contribuição anual ao CPPC Nacional, para sustento do movimento;
• Ter prestado algum apoio ao Movimento do CPPC, inclusive participado de algum Congresso Nacional do CPPC;
• Apresentar a característica de liderança democrática e participativa, visto que o funcionamento do Núcleo terá o caráter de Fórum e, portanto, terá seu encaminhamento definido pelo grupo que o compõe;
• Todo Coordenador deverá participar da reunião mensal de Coordenadores da Região, se houver.

DAS ELEIÇÕES DE COORDENADORES

A cada ano deverá haver a troca de Coordenadores, num movimento eleitoral tipo “Corrida de Revezamento”.
Tal qual a modalidade esportiva de corrida de revezamento, nossa proposta de eleição de um novo Coordenador não segue um caminho “clássico”: de sugestão de nomes e votos por escrutino, mas, acreditando que estamos todos comprometidos com o alvo da corrida, que é vivermos e anunciarmos o Reino de Deus, precisamos alternar o “corredor que vai à frente”, com o expresso compromisso de todos de continuarem na corrida, com ou sem bastão na mão. Naturalmente esse “novo 1º corredor” deverá se enquadrar no perfil descrito no item “Dos Coordenadores” deste documento.

 

Copyright ©1976-2018 CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos
Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo da CPPC.
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.