secretaria@cppc.org.br 21 99454.5961

CARTA DE REPÚDIO AO VÍDEO…

Artigos e Notícias

CARTA DE REPÚDIO AO VÍDEO ESPECIAL DE NATAL DO GRUPO PORTA DOS FUNDOS

Nós da Associação Brasileira de Assessoramento e Pastoral da Família – EIRENE do Brasil, entidade formada de profissionais, religiosos e leigos que trabalham em prol da saúde integral da família em nosso continente, vimos afirmar que acreditamos que nas famílias saudáveis o bom humor se faz presente, pois o excesso de seriedade pode tornar destrutivos os vínculos intrafamiliares. Também sabemos que nas famílias funcionais há um clima no qual as pessoas se gostam e se divertem juntas e que o bom humor permite que uma família rompa o círculo vicioso da retroalimentação que origina e mantém crônicos os problemas.
Todavia há um tipo de “humor” que é corrosivo e, contrário ao bom humor, torna ácidos os relacionamentos e adoece a convivência – trata-se do humor que desrespeita o seu semelhante em sua idiossincrasia, seus valores e suas expressões individuais.
Tal tipo de “humor” deve ser combatido dentro das famílias e da sociedade desde a mais tenra infância, pois desta forma evita o sofrimento infantil do Bullying e ensina aos infantes a vivência social respeitosa dentro de uma sociedade plural.
Por isso vimos declarar que REPUDIAMOS o tipo de “humor” trazido a público no vídeo “ESPECIAL DE NATAL” do grupo de comediantes Porta dos Fundos e lançado pela NETFLIX, trata-se de um vídeo que não afirma o BOM humor e nem traz saúde para as relações, antes é o tipo de “humor” que desrespeita de inúmeras maneiras os nossos semelhantes:

1. Primeiro desrespeita profundamente aos cristãos, que veem em Jesus, Maria, José e nos apóstolos, as figuras centrais de suas crenças e valores – aos quais o vídeo retrata com deboche e vulgaridade;

2. Segundo estereotipa e generaliza a figura da pessoa homoafetiva, personificando em um Jesus que mais parece portador de limitações mentais – o que degrada totalmente as já perseguidas e sofridas pessoas homoafetivas;

3. Terceiro, trata de um grave problema social: a dependência química, de forma banal e irresponsável, no personagem de Maria (usando maconha) e de alguns apóstolos (alcoolistas), o que, além de não trazer nenhum motivo de riso, ao contrário, desdenha de pessoas que sofrem com tais compulsões, as quais precisam antes de nosso apoio e solidariedade que de zombaria.
Nos juntamos a vozes como da CNBB, da ANAJI (Associação Nacional de Juristas Islâmicos) e de várias outras entidades que labutam pelos VERDADEIROS DIREITOS HUMANOS e lembramos que além de tudo eles violam o artigo 208 do código penal que diz: Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa. Bem como a Constituição Federal que proíbe o ataque e discriminação de raça, credo e orientação sexual (sendo essas últimas duas vilipendiadas no vídeo mencionado).

EIRENE do Brasil ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ASSESSORAMENTO E PASTORAL DA FAMÍLIA Contudo, sabemos que o Cristo ultrajado, cuspido e torturado, do alto da cruz e em meio ao sofrimento agônico, orou: “Pai, perdoa-lhes, porque ignoram o que fazem”!

Curitiba, 14 de dezembro de 2019.
Prof. Dr. Carlos T. Grzybowski

Presidente de Eirene

E

Marcelo Perpétuo

Presidente do CPPC

Copyright ©1976-2019 CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos
Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo da CPPC.
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.