secretaria@cppc.org.br 21 99454.5961

Nº 33, NÓS NO FÓRUM – 1º sem 2003

Boletins

1º semestre 2003, Ano XVII – nº 33
Nós no Fórum

“Te perturba meu amor, pelo humilde e sincero, pelo mais sofredor?” perguntava o poeta já há mais de 30 anos.
Nós que conseguimos conquistar a formação de médicos psiquiatras ou psicólogos tivemos, via de regra, uma vida econômica e social privilegiada em solo brasileiro. O desejo nobre de auxiliar o sofredor de doenças e perturbações diversas, somado ao desejo instintivo de construir uma vida profissional repeitável na comunidade em que vivemos nos impulsionaram pela carreira. E o mundo, e o Brasil em particular, também seguiu seu curso. Lá pelas tantas encontramos Jesus Cristo, que inicia uma grande mudança de curso em nossas vidas, mas deliberadamente não nos retirou do mundo, nem do Brasil. Nossas igrejas, também via de regra, representaram refúgios dos males do mundo, ilhas de conservação de uma certa saúde, cultura e fé. Mas fomos crescendo, Brasil e mundo também. Uns antes, outros depois – outros ainda não – fomos sendo novamente “apresentados” ao Brasil que nos cerca, ao mundo que o cria, misturado ao mundo a quem aprendemos a não amar. E a dialética se instala, como reflexo do que talvez tenha acontecido também com Deus: o mesmo João que nos ensina que Deus amou o mundo de um modo sacrificial, nos ensina também que não devemos amar ao mundo e àquilo que nele existe. Mistura de coisas boas e ruins, de pessoas boas e ruins, de bem e mal na mesma pessoa. “Amar as pessoas, não as coisas”, ouvimos. Mas como a pessoa vive sem coisas? Quantas coisas temos e amamos? E o amor de Deus, refletido pelo poeta, vai nos contagiando…
O mundo não é todo mau – descobrimos – nem todo bom (como já sabíamos); há tempos uma boa preocupação de uma parte do mundo, com a miséria e contra a maldade, tem se organizado. Dessa organização surgiu recentemente
o Forum Social Mundial. Nesse terreno nós, cristãos protegidos em nossas igrejas, ainda temos muito a aprender,
muito medo a perder, sabedoria a desenvolver, e também alguma coisa a oferecer. Foi com esse espírito
(que eu creio maiúsculo) que o CPPC iniciou sua participação, já no ano passado.
Neste ano, com a experiência adquirida, fomos com toda a força. Além dos experientes (do ano anterior)
Drs. Uriel e Carlos Hernandez, entraram no time de organizadores de seminários também a Fátima Fontes,
a Rozângela J., e a animada e prestativa turma de Porto Alegre: Karin, mais Angele e Lígia, e a participação especial de nosso “irmão judeu” Dr. Abrão mais a assessoria tradutória do Dr. Rogério Zimpel. Esta edição
especial do Psicoteologia – a primeira em muitos anos com fotos – pretende dividir com todo o Corpo
um pouco do que ensinamos e também do que aprendemos no III Forum Social Mundial.
Ao amor de Deus, em palavras e ações, creditamos tudo.
————————————————————————————————————————————————
Karl Kepler

Copyright ©1976-2018 CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos
Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo da CPPC.
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.