secretaria@cppc.org.br 21 99454.5961

Depoimento – Luciene de Souza Mello

Fui ao primeiro congresso do CPPC em 1989. Eram dias difíceis. No início do mês minha mãe havia morrido num acidente de carro, bom motivo para que eu não fosse ao congresso. Mas fui. Tenho fragmentos de lembranças. A mais cara: voltávamos de uma caminhada de meditação, ou algo assim. Eu devia estar chorando. O Carlos Hernandes, um dos preletores daquele evento, veio até mim e me abraçou, me acolheu. Sem saber o que se passava me consolou. Naquele momento o CPPC revelou sua cara e seu porquê na minha vida.

Depois disso, foram muitos congressos, encontros, reuniões, leituras. Alguns cppcianos tornaram-se referência na caminhada de integração entre fé e psi. Foram luzeiros ao longo do caminho. Já se vão 30 anos. Olho para meus irmãos, vejo a ação do tempo em seus rostos e a presença do Senhor em sua jornada. Como se tornaram belos! Muitos deles não sabem o quanto me fizeram bem. 

Companheiros de jornada, pouco sabemos da vida íntima uns dos outros. Porém, Cristo, a missão e um querer bem nos une. Cada um, num tempo ímpar, fez a diferença na minha história. Não devem se lembrar. Mas, eu me lembro. 

Esly foi a primeira que me ensinou que podemos ser os melhores naquilo que fazemos mantendo os olhos firmes no autor e consumador da nossa fé. Luzeiro. Sou fã de carteirinha. É minha irmã mais velha, aquela que gostaria de imitar. 

Catito e a Eirene do Brasil ensinaram-me integrar a fé cristã e psicologia colocando importantes marcos ao longo do caminho. Seu casamento com a Dagmar é um deles. Luzeiro.

Ageu, meu irmão mais velho. Não deve lembrar-se, mas aconselhou-me com cautela quando escolhi o divórcio.  Luzeiro. 

Guilherme Falcão, irmão também. Foram boas conversas entre uma reunião e outra pelos congressos afora. O único que tive a honra em receber em minha casa tempos atrás. Luzeiro.

Uriel Heckert, exemplo de fé, vida cristã, de acolhimento e cuidado. Discreto. Firme. Esteio. Luzeiro, daqueles de luz bem forte.

Lícia Castro, companheira, cúmplice, amiga. Irmã de conversas e “fazeções”. Aquela que ama em todo tempo. Luzeiro de perto, que aquece e ajuda a caminhada ser possível. 

Cássio, Urias, Fatima Fontes, Karin Kepler Wondracek, Lídice… São muitos os nomes e lembranças que me vem a mente neste momento. 

A vida tomou rumos que nem sempre me permitiu estar CPPC. Entretanto, há trinta anos sou CPPC, esta “ONG” que tem cumprido seu propósito em minha história, luz ao longo da estrada. 

A Deus minha mais profunda gratidão. A cada cppciano, irmão mais velho ou mais novo, minha gratidão. 

Hoje, tempo na minha vida de deixar ir outro amor, de me reinventar após a perda do meu querido, aqui estou. Outro congresso. Sem o abraço do Dr. Carlos Hernandes. Outros abraços, no entanto, compõe a rede do consolo e uma visão que traz esperança. Vejo o corpo se renovando. Meu coração se alegrou com a Giovana, de Salvador e Renata Oliveira Sampaio Homem, sua jovem tutora. O Marcelo Perpétuo, Presidente eleito, conheci neste congresso e alegrou meu coração, irmão mais novo assumindo a liderança da família. Renovação. Os irmãos mais velhos presentes, aprovando e sendo… luzeiros.

O CPPC segue. Eu sigo. A fonte de luz é o Senhor. Nós luzeiros sem luz própria. Replicamos a luz do Senhor.

Bom! Muito bom! Muita honra ser CPPC.

Luciene de Souza Mello – DF

Copyright ©1976-2019 CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos
Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo da CPPC.
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.